A blogosfera brasileira precisa amadurecer politicamente

Tempo de leitura: 3 minutos

A blogosfera brasileira tem bons e bem capacitados representantes, principalmente aqueles blogueiros que tratam sobre novidades tecnológicas ou mesmo sobre o universo blogger. Mas ainda lhe falta maturidade. É preciso fazer jus aos quase 9 milhões de leitores de blog que existem no país.

Os blogs se mostraram um excelente canal de comunicação para anônimos que antes não tinham espaço na grande mídia para comunicar suas idéias. Com a massificação do uso dessa ferramenta de publicação de textos no Brasil, surgiram nomes respeitáveis como Carlos CardosoEdney de SouzaAlexandre Inagaki, entre outros blogueiros que alcançaram certo destaque.

Porém, ainda está longe o tempo em que a blogosfera tupiniquim ganhará peso suficiente para incomodar o poder, como ocorre com os grandes jornais. Claro que vários fatores, com a exclusão digital, por exemplo, contribuem para que a influência política dos blogs ainda seja limitada. Mas os blogueiros bem que poderiam chamar a responsabilidade para si, fazendo-se notar como cronistas políticos capazes de incomodar o poder.

Alguns poucos blogueiros que tratam de política/economia, como o Ricardo Noblat (O Globo), o Josias de Souza (Folha de São Paulo), Paulo Henrique Amorim (IG), Mino Carta (Carta Capital), para citar apenas alguns – todos eles jornalistas de origem e blogueiros por ocasião – têm suas opiniões repercutidas na grande mídia.

Mas isso se deve mais à importância que adquiriram nas redações onde trabalharam no passado e trabalham atualmente de que ao fato de ser blogueiros.

Os blogueiros propriamente ditos, aqueles não jornalistas, com algumas exceções, não conseguem ter a mesma influência. Muitos escolheram o caminho humorístico para zoar com a situação política do país.

Mas considero ser necessário fazer por merecer ser reconhecidos como comunidadores capazes de influenciar a opinião pública de forma mais instigante.

Nos Estados Unidos e na Europa – claro que o nível educacional e de participação política por lá é bem melhor que aqui – os blogueiros conseguem ser recebidos pelo presidente Bush (caso dos EUA, especificamente) para entrevistas. Têm credenciais para cobrir eventos no centro do poder. Atuam como jornalistas alternativos.

Nos EUA as investigações feitas por blogueiros e suas opiniões correm o país de Costa a Costa e encontram eco na opinão pública. No Brasil os blogueiros ainda se limitam a fazer campanha para eleger blogueiras a posar nua na Playboy…

Seria muito interessante que os blogueiros se dedicassem mais a esmiuçar o dia-a-dia da política brasileira, a investigar assuntos que a grande mídia, por conveniência, deixar passar batido. A blogosfera brasileira poderia estar num estágio mais avançado de importância e colaboração para a melhoria da democracia que vivemos.

Bem que poderia surgir mais e mais Vizinhos do Jefferson para infernizar a vida da politicalha brasileira. Aliás, este foi o primeiro blog brasileiro credenciado como mídia para cobrir o escândalo do mesalão em Brasília, no ano de 2005.

Que tal os blogueiros se empenharem em ser reconhecidos como uma mídia de relevância entre os veículos de comunicação brasileiros? Que tal os blogueiros que são radicados no centro do poder cobrarem entrevistas periódicas com o presidente Lula? Que tal, diante da possível recusa, realizarmos uma infestação blogueira para mostrar que essa coisa chamada blog tem força.

É preciso acabar com a síndrome de formiguinha e começar a se posicionar como uma mídia alternativa capaz de se impor no espectro comunicacional brasileiro. Acho que a blogosfera brasileira precisa se politizar mais. E se fazer notar.

Comente com o Facebook