O prato do dia aqui em Brasília é a saída do deputado Ricardo Berzoine da presidência do Partido dos Trabalhadores. Acusado de envolvimento no “escândalo do dossiê”, Berzoine se viu pressionado pelos coordenadores da campanha de Lula para que deixasse o comando da sigla. A Rádio CBN tentou ouvir a opinião de Geraldo Alckmin sobre o assunto e ele se esquivou, dizendo tratar-se de um assunto interno do PT. A preocupação é desvincular a imagem do presidente do episódio catastrófico que ocasionou o segundo turno da eleição presidencial.

Comente com o Facebook