Anchieta é entrevistado por este blogueiro e rebate acusações de que deixou o estado quebrado

Tempo de leitura: 1 minuto

Nesta sesta-feira (15), eu entrevistei no programa Direto ao Ponto, na Rádio Tropical FM – 94.1, o ex-governador e pré-candidato ao Palácio Senador Hélio Campos, José de Anchieta Júnior (PSDB). Foi uma conversa franca com direito a abordar a dívida bilionária que ele deixou ao final do seu segundo mandato, a federalização da Companhia Energética de Roraima (CERR), as obras inacabadas, como o estádio Canarinho, por exemplo.

Durante a entrevista, nós falamos sobre a criticada reedição da parceria com o senador Romero Jucá, que tanto burburinho causou em 2014 e acabou naufragando, devido a desentendimentos internos. Anchieta disse ter tomado a decisão de se aliar a Jucá por entender que o estado vive outro momento político e por considerar que o grupo de Jucá, que engloba os deputados estaduais ligados a Jalser Renier (SD), vai impulsionar a sua futura candidatura rumo ao governo.

O ex-governador e pré-candidato ao governo rebateu a acusação de que deixou o estado quebrado, como tem sido alegado de forma recorrente pela administração de Suely Campos (Progressistas). Ele disse ainda ter deixado uma obra importante de saneamento básico que ainda está em andamento. Falou ainda sobre a crise na segurança pública.

A entrevista fez parte da primeira rodada de entrevistas com os pré-candidatos ao governo. Já foram entrevistados Fábio Almeida (PSOL), Telmário Mota (PTB), Antônio Denarium (PSL) e José de Anchieta (PSDB). Agora só falta a governadora e pré-candidata à reeleição, Suely Campos (Progressistas).

Acompanhe a entrevista no vídeo abaixo:

Comente com o Facebook