Bolsonaro pode virar réu novamente em caso de racismo

A Primeira Turma do Supremo vai retomar o julgamento da acusação de racismo contra o candidato à presidência Jair Bolsonaro (PSL) nesta terça (11). O ministro Alexandre de Moraes, que interrompeu a discussão do caso no dia 28 de agosto com um pedido de vista, incluiu o processo na pauta do colegiado, presidido por ele. Será de Moraes o voto decisivo. Quando suspendeu o debate, havia um empate.

O caso começou a ser discutido na Turma antes do atentado ao presidenciável, em Juiz de Fora, na quinta (6). Qualquer que seja a decisão do Supremo, ela terá implicação no debate eleitoral.

O candidato pelo PSL tem histórico de declarações racistas e incitações à violência. No dia 3 de setembro, durante comício no Acre, o militar de reserva falou em “fuzilar a Petralhada”, se referindo aos eleitores do ex-presidente Lula.

Além disso, Bolsonaro já respondeu pelo crime de injúria contra a deputada Maria do Rosário (PT-RS), a quem teria dito “não merecer ser estuprada, por ser muito feia”.

Com informações da Folha de São Paulo

Comente com o Facebook

Leave a Reply

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as últimas notícias e atualizações feitas por nossa equipe!

Sua inscrição foi feita com sucesso!