Câmara de Vereadores aprova moção repudiando atitude violenta de Jalser contra a prefeita Teresa Surita

A atitude violenta do deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier (SD), contra a prefeita de Boa Vista, Teresa Surita (MDB), ao invadir o estúdio da Rádio Equatorial FM, na sexta-feira (26 de outubro), foi repudiada por pelo menos três vereadores da capital na sessão ordinária desta terça-feira (30).

A Câmara acabou aprovando, por 13 votos, o requerimento apresentado pelo vereador Renato Queiroz (MDB), que pediu uma manifestação pública da Casa repudiando a atitude violenta de Jalser. O requerimento foi assinado por 13 dos 14 vereadores presentes à sessão desta terça-feira.

Pronunciaram-se em defesa Teresa e em condenação ao rompante de violência de Jalser o vereador Renato Queiroz, autor do requerimento de moção de repúdio da Câmara Municipal contra o presidente do Poder Legislativo estadual, e ainda as vereadoras Miriam Reis (PHS) e Magnólia Rocha (PRB).

Renato manifestou na tribuna da Câmara seu repúdio “com toda veemência contra os inacreditáveis acontecimentos de sexta-feira”. O parlamentar afirmou que não faz parte do cotidiano político nem pode ser considerado normal um presidente de poder invadir uma emissora de rádio para atacar uma mulher, com palavrões como “sua puta”, “sua vaca” e ainda concluir a agressão com uma ameaça do tipo “eu vou te matar”.

“Não dá para aceitar uma coisa daquela como natural. E justificar que aquilo faz parte da disputa política é pior ainda. Aquela foi uma cena ridícula sob todos os aspectos”, disse Renato. Ele afirmou que a situação é ainda mais repugnante, quando se olha as imagens de Jalser se dirigindo ao carro da prefeita para arrancá-la de dentro do veículo. “O fato em si é estarrecedor sob todos os aspectos”, disse.

“Por isso, eu peço que essa Casa aprove uma moção de repúdio contra a atitude violenta e insana do deputado Jalser Renier. Aquilo não tem nada a ver com política” destacou.

A vereadora Magnólia Rocha afirmou ser inaceitável a conduta do presidente da Assembleia Legislativa. “Nada justifica a atitude do deputado Jalser Renier. Aquela é uma agressão inaceitável”, disse.

A defesa pública de Jalser Renier foi feita pelo vereador Genilson Costa ( SD), que tentou minimizar a agressão dizendo que não houve violência física e que tudo não passou de “uma troca de palavrões”. “Em nenhum momento Jalser agrediu [fisicamente] Teresa”, justificou Costa, afirmando ser amigo pessoal do presidente da Assembleia. “O erro de Jalser foi ter invadido a rádio. E eu disse isso a ele”, completou.

Veja o requerimento de Renato Queiroz, assinado por vários vereadores:

Comente com o Facebook

Leave a Reply

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as últimas notícias e atualizações feitas por nossa equipe!

Sua inscrição foi feita com sucesso!