Ciro Nogueira impede Suely de lançar pré-candidatura à reeleição no dia 26 de março

Tempo de leitura: 3 minutos

O presidente Nacional do Progressistas, senador Ciro Nogueira, jogou um balde de água fria na intenção da governadora Suely Campos de lançar sua pré-candidatura à reeleição num evento anteriormente marcado para o dia 26 de março, no CTG (Centro de Tradições Gaúchas).

Retrocedamos nove dias no tempo.

No dia 28 de fevereiro, Nogueira gravou um vídeo que foi postado orgulhosamente por Suely em sua página no Facebook, confirmando presença no evento em que a governadora oficializaria sua pretensão de ser reconduzida ao Palácio Senador Hélio Campos.

Não só isso. O presidente do Progressistas fez, naquela ocasião, rasgados elogios a Suely Campos. Mas de lá para cá alguma coisa mudou.

Posso estar errado, mas penso que está havendo uma mudança de postura de Ciro Nogueira no apoio anteriormente manifesto à pretensão de reeleição da governadora Suely Campos.

“Quero dizer da alegria de estar recebendo minha amiga e grande governadora Suely Campos, figura querida e respeitada por todos nós, progressistas do país inteiro. Eu estou muito feliz de poder estar lá no dia 26 do próximo mês, ao lado do ministro Ricardo Barros, do nosso presidente [regional] deputado Hiran, levando a mensagem do Partido Progressista, confiando no seu governo, na sua reeleição que é fundamental para o seu estado, mas [também] muito [importante] para o nosso partido. A senhora é um orgulho para todos nós e eu fico muito feliz de estar aqui ao seu lado, lhe recebendo em nosso gabinete”, disse Nogueira mimetizando o personagem Rolando Lero, do programa humorístico global “Escolinha do Professor Raimundo”.

Veja a íntegra do vídeo abaixo:

Contrariando o que disse no vídeo, Nogueira assinou um comunicado, no dia 1° de março, enviado a todos aos diretórios regionais do partido, em que desautoriza a realização de qualquer pré-convenção, reuniões de natureza similar ou qualquer acordo visando a escolha antecipada de candidatos ou compromissos de coligações até o dia 7 de abril.

De acordo com o documento, quem desobedecer à determinação da Executiva Nacional terá os efeitos e decisões do evento considerados nulos pelo Diretório Nacional.

Dessa forma, Ciro Nogueira deu “um perdido” em Suely, impedindo que ela possa se lançar pré-candidata à reeleição pelo Progressistas, como pretendia, no dia 26 de março.

Esse me parece ser mais um convite indireto para que Suely aproveite a janela partidária e busque outra sigla para se abrigar.

Afinal, estão criando todo o clima para que sua situação fique insustentável no partido, cujo presidente regional, deputado federal Hiran Gonçalves, já disse em alto e bom tom, que vai apoiar outro nome para o governo que não Suely.

Publicado no Diário Oficial da União (DOU) o comunicado assinado por Ciro Nogueira não deixa dúvidas de que qualquer desobediência à resolução baixada pela Executiva Nacional do Progressistas, implicará na penalização dos insurgentes na forma do Estatuto do Partido.

Com o efeito de uma bomba atômica para as pretensões de Suely, a Resolução do presidente nacional do Progressistas dá a entender que a sigla vai esperar o fim da janela partidária para decidir quem serão seus candidatos aos governos estaduais. Por essa ela não esperava.

Envie e-mail para luizvalerio@blogdoluizvalerio.com.br com dicas e sugestões de pauta e temas.
Qual a sua opinião a respeito dos tópicos desta coluna? Diga no espaço dos comentários abaixo.

Comente com o Facebook