O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva acaba de se entregar à Polícia Federal. Deixou o Sindicato dos Trabalhadores de São Bernardo do Campo e entrou na viatura da Polícia Federal, segundo o site o Antagonista. Lula se entregou depois de receber um ultimato da PF segundo o qual ou se entregava em meia hora ou seria responsabilizado criminalmente.

Antes de se entregar, porém, Lula participou de um ato político realizado em frente ao sindicado de São Bernardo que teve o objetivo de tentar dar coesão às esquerdas, que foi chamado por uns dos participantes de Lulapalooza. Foi uma espécie de missa-showmício onde o ex-presidente fez um discurso voltado a manter a esquerda unida em torno do seu nome.

“Eles decretaram a minha prisão e eu vou atender o mandado deles”, afirmou. “Estou fazendo uma coisa muito consciente, se dependesse de mim, não faria, mas vou lá na barba deles para saberem que eu não tenho medo e que vou provar minha inocência”, disse ele.

Em seu discurso no ato político Lula disse que não adianta querer calá-lo, pois ele não é mais um homem, mas uma ideia. “Não adianta achar que tudo vai parar no dia em que o Lula tiver um infarto. É bobagem. Porque o meu coração baterá pelo coração de vocês e são milhões de corações. Não adianta acharem que vão fazer com que eu pare. Eu não pararei porque eu não sou mais um ser humano. Eu sou uma ideia. Uma ideia misturada com a ideia de vocês”.

Comente com o Facebook