Governo do Canadá vai investir pelo menos 60 mil dólares canadenses em projetos voltados a migrantes

Tempo de leitura: 4 minutos

O embaixador do Canadá no Brasil, Riccardo Savone, visitará o estado de Roraima entre os dias 5 e 6 de fevereiro junto com uma delegação da Embaixada do país em Brasília, para inaugurar dois projetos que visam abordar as necessidades mais urgentes dos imigrantes venezuelanos. A ajuda canadense também pretende fornecer por meio das ações a infraestrutura móvel e os equipamentos que os migrantes precisam para receber serviços adequados de saúde e educação. O publico prioritário das ações são as mulheres e meninas e imigrantes indígenas.
 
De acordo com as informações da Embaixada Canadense em Brasília, o primeiro projeto implementado em Boa Vista vai fornecer suporte para alimentos e higiene para os refugiados venezuelanos que vivem atualmente no Ginásio Tancredo Neves no bairro Caimbé. A ação, coordenada pelo grupo Fraternidade – Federação Internacional Humanitária, com o apoio da Fundação Pan-Americana para o Desenvolvimento (PADF), receberá um financiamento de 10 mil dólares canadenses.
 
Outros 50 mil dólares canadenses vão financiar o segundo projeto que consiste numa escola móvel para os refugiados e imigrantes venezuelanos abrigados no Centro de Referência ao Imigrante também na capital, onde as crianças poderão receber educação primária, inclusive em sua língua indígena nativa, e os adultos receberão cursos profissionalizantes e de idioma.
 
“Dar aos imigrantes e aos refugiados o apoio que eles precisam quando eles chegam em um país anfitrião lhes dá a chance de maximizar as contribuições que eles trazem para as nossas comunidades”. – Riccardo Savone no Brasil
 
Será criada ainda uma clínia para fornecer serviços médicos básicos para os refugiados e imigrantes presentes no local. Esses serviços fornecidos pelo projeto ajudarão no acolhimento e integração dessas pessoas e na proteção da riqueza cultural que trazem consigo. A instalação das unidades e seus equipamentos está sendo coordenada pelos parceiros PADF e Fraternidade, e os serviços serão realizados em parceria com as autoridades governamentais relevantes e a Universidade Federal de Roraima.
 
A iniciativa foi projetada e desenvolvida a pedido dos próprios residentes do abrigo e foi feita em estreita coordenação com o os refugiados. “O Canadá orgulha-se de oferecer seu apoio para melhorar a assistência aos imigrantes e refugiados venezuelanos. Nossa contribuição é uma maneira de prestar homenagem, em nome dos canadenses, aos nossos irmãos e irmãs venezuelanos afetados pelo aprofundamento da crise política, econômica e social em seu país”, afirmou o Embaixador do Canadá no Brasil, Riccardo Savone.
 
Savone disse que esses desafios são “especialmente árduos para as mulheres e as meninas”, assim como as pessoas indígenas, que sofrem as consequências do conflito e da insegurança de maneira diferente e desproporcional. “Dar aos imigrantes e aos refugiados o apoio que eles precisam quando eles chegam em um país anfitrião lhes dá a chance de maximizar as contribuições que eles trazem para as nossas comunidades”, disse.
 
Saiba mais sobre o projeto voltado para os venezuelanos
 
No dia 26 de outubro de 2017, a Ministra das Relações Exteriores do Canadá, Chrystia Freeland, em uma reunião do Grupo de Lima, realizada em Toronto (Canadá), anunciou que o Governo do Canadá e a Fundação Pan-Americana para o Desenvolvimento (PADF) trabalharão juntos para melhorar as instalações médicas e educacionais para imigrantes e refugiados venezuelanos no estado de Roraima, Brasil.
 
Como consequência da crise política, econômica e humanitária na Venezuela, um número crescente de venezuelanos e venezuelanas imigram para o Brasil na busca de melhores condições de vida. Quando chegam no Brasil, eles precisam de abrigo, atenção médica, educação e outros serviços. Graças ao apoio do Canadá, a PADF e Fraternidade fornecerão unidades móveis para a criação de uma escola e uma clínica médica para os residentes do Centro de Referência ao Imigrante, localizado em Boa Vista, capital do estado. Este abrigo é destinado especialmente para imigrantes indígenas.
 
As instalações proporcionadas pela PADF levarão comodidades modernas, materiais educativos e suprimentos médicos para a comunidade local. A assistência oferecida nos abrigos é o fruto de uma colaboração entre autoridades brasileiras, ACNUR e a sociedade civil brasileira e internacional. O Canadá orgulha-se de poder contribuir com esses esforços para oferecer ajuda aos recém-chegados em situação de necessidade.
 
Com informações da Embaixada do Canadá
Envie e-mail para luizvalerio@blogdoluizvalerio.com.br com dicas e sugestões de pauta e temas.
Qual a sua opinião a respeito dos tópicos desta coluna? Diga no espaço dos comentários abaixo.

Comente com o Facebook