comissão interministerial governo federal

Governo Federal diz que vai acelerar interiorização de imigrantes venezuelanos

O Governo Federal anunciou na tarde de ontem que cerca de mil imigrantes venezuelanos devem ser interiorizados até o começo de setembro. A informação partiu da Casa Civil da Presidência da República, após reunião com representantes de outros dez ministérios em Boa Vista.

Além da aceleração do processo de interiorização, a Casa Civil anunciou outras ações que devem ser implementadas em caráter imediato. A subchefe de Articulação e Monitoramento da Casa Civil, Viviane Esse, disse que as ações técnicas que serão aplicada devem melhorar as condições da população roraimense, que está sobrecarregada com o aumento da imigração no estado.

Entre as medidas anunciadas pelo governo estão o aumento do número de vagas nos abrigos, a implementação de novo abrigo de transição, o aumento no número de interiorização, e melhorias nas áreas da saúde, educação, segurança pública e apoio social.

Outra medida anunciada ontem é a implantação de um novo abrigo de transição que evitará que os imigrantes fiquem na rua, enquanto aguardam a interiorização. Os abrigos serão montados em locais afastados para diminuir o impacto nas cidades de Boa Vista e Pacaraima.

Viviane Esse disse que a partir de agora os imigrantes serão levados para abrigos privados, alugados e administrados pela ONU. Caberá ao Exército Brasileiro o fornecimento de alimentos e ao Governo Federal a inserção dos imigrantes no mercado de trabalho. “A gente vai fazer isso em todo o Brasil. Temos várias vagas já nos estados da região Sul”, comentou.

Questões que entravam ações nas área da saúde, educação, segurança e internet foram discutidas na reunião em Pacaraima. A representante da Casa Civil disse que a velocidade da internet foi um dos motivos para o acúmulo de pessoas em Pacaraima. A velocidade da conexão com a rede mundial de computadores deve ser melhorada para que Polícia Federal faça a regularização dos imigrantes com mais rapidez.

“Agora, com essa agilidade, a Polícia Federal vai conseguir fazer a regularização migratória e as pessoas vão seguir o seu caminho, porque boa parte delas, que entram no Brasil por Pacaraima, não permanecem no país. Dessas que permanecem já fazem interiorização por conta própria”, relatou.

Com informações do G1 Roraima

Comente com o Facebook

Leave a Reply

Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as últimas notícias e atualizações feitas por nossa equipe!

Sua inscrição foi feita com sucesso!