Os juízes eleitorais da propaganda Maria Aparecida Cury e Rárison Tataíra, junto com o o secretário judiciário Jadilson Castro,  do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR) se reuniram na tarde desta terça-feira (24) com os advogados do aplicativo WhatsApp, Maria Regina e Ricardo Chabu Del Sole, para discutir a atuação do WhatsApp durante o período eleitoral em Roraima.

Os advogados do WhatsApp explicaram como é o funcionamento do aplicativo e discutiram a maneira mais eficaz para o cumprimento das decisões da Justiça Eleitoral que envolverem postagens e compartilhamentos na plataforma social de mensagens para celular.

Juízes da propaganda eleitoral e os representantes do aplicativo de mensagens chegaram a um entendimento segundo o qual os advogados das partes interessadas devem, obrigatoriamente, apresentar em sua petição o código da mídia referente à propaganda eleitoral, seja ela positiva ou negativa, que entenderem irregular.

“Caso o pedido seja julgado procedente, o juiz determinará que as partes encaminhem a mídia em questão para o número de WhatsApp do TRE-RR, que por sua vez encaminhará a referida mídia aos administradores do aplicativo. A finalidade é assegurar que o código apresentado na petição coincida com o encaminhado à empresa, para retirada do material ofensivo/fake news de circulação’, complementou o secretário.

A Justiça Eleitoral roraimense vai promover uma reunião com os juízes da propaganda, representantes de partidos políticos, advogados militantes do Eleitoral, pré-candidatos, acadêmicos e demais pessoas interessadas no assunto, no dia 2 de agosto, às 14h30, no auditório do TRE-RR, para esclarecer sobre os assuntos tratados no encontro de hoje.

Comente com o Facebook