Maior rigor na fiscalização do trânsito será tema de audiência. Números apontam redução de 11% em mortes

Quando as ruas de Boa Vista careciam de sinalização eletrônica de trânsito, era comum parlamentares municipais e estaduais culparem a ausência de punição como um dos fatores que fomentavam a violência então galopante no trânsito da capital.

Depois que a Prefeitura de Boa Vista investiu na sinalização de praticamente todas as ruas e avenidas mais movimentadas da cidade, disponibilizando placas, redutores de velocidade e câmeras de monitoramento, curiosamente algumas vozes se levantaram, principalmente na Assembleia Legislativa e nas redes sociais, com um discurso eleitoreiro, acusando a existência uma suposta indústria da multa.

O fato é que os números não mentem e mostram que houve uma redução considerável nas infrações cometidas pelos motoristas, e principalmente no número de vítimas, com o reforço na fiscalização.

Nesta quarta-feira (14), será realizada uma audiência pública na Câmara Municipal para discutir o assunto. O debate deverá discutir e expor dados e informações que comprovem a diminuição dos acidentes e o início da conscientização das pessoas com relação ao respeito às regras de convivência e trânsito.

O vereador Zélio Mota (PSD), líder do Poder Executivo na Casa, sustenta com base em dados que houve uma diminuição de 13% no número de mortos e 11% no número de feridos nas ruas da capital, entre 2016 e 2017, após investimentos em sinalização, semáforos, placas, fiscalização, estruturação dos agentes, compra de equipamentos, assim como na implantação de equipamentos que limitam a velocidade dos veículos, garantindo a seguranças, principalmente em locais onde havia grande número de registro de acidentes.

“E quem tem discurso contrário aos investimentos no trânsito é a favor da imprudência, é a favor do condutor que estaciona em vaga de deficiente, é a favor de quem atropela, mata e foge, é a favor do condutor que dirige embriagado”, disse Zélio.

Mota diz ser importante que haja investimentos e que a população entenda que respeitar as leis de trânsito é dar prioridade à vida. “Só quem sabe, de fato, da importância de investimentos no trânsito, é quem já foi vítima de acidentes, de condutores irresponsáveis, de pessoas que ingeriram bebida alcoólica e foram dirigir, que furaram o sinal vermelho”, afirmou.

Comente com o Facebook

Leave a Reply

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as últimas notícias e atualizações feitas por nossa equipe!

Sua inscrição foi feita com sucesso!