Manifestação em Pacaraima

Moradores de Pacaraima expulsam imigrantes venezuelanos de volta para seu país

A manifestação realizada esta manhã pela população de Pacaraima, em protesto ao aumento da violência no município e às agressões praticadas contra comerciante local, que foi assaltado e espancado quase até a morte por quatro imigrantes, resultou na destruição de barracas e na queima de pertences dos estrangeiros na manhã deste sábado (18). Por volta do meio dia, centenas de imigrantes foram expulsos da cidade e a fronteira foi bloqueada pelos populares com pneus.

O protesto começou no centro da cidade e depois os manifestantes seguiram em direção ao palco onde acontece a festa chamada de Micaraima. No local havia muitos venezuelanos abrigados. Revoltados, os brasileiros destruíram barracas em vários pontos da cidade. Nas imediações do posto de gasolina da fronteira, imigrantes venezuelanos estavam depredando os carros brasileiros em represália aos protestos. Um taxista teria sido agredido em Santa Elena de Uairén, conforme relatou uma testemunha ao blog.

As barracas armadas pelos imigrantes nas calçadas das residências do Centro de Pacaraima e nos terrenos baldios também foram destruídas e queimadas. O clima na cidade ficou muito tenso. Parecia uma guerra civil. Manifestantes apreenderam armas brancas (facas) que estavam em poder de alguns imigrantes. Relatos de moradores deixam claro o quanto o clima ficou tenso em Pacaraima.

“Não vou sair de casa. Moro quase ao lado do palco [do Micaraima]. O clima está muito tenso. Não consegui informações do nome completo. Mas o fato com o comerciante foi na casa dele e não no comércio”, relatou uma professora ao blog.  “A população acaba de fechar a estrada. Colocaram pneus para obstruir a via”, relatou a fonte do blog. Há relatos de muitos brasileiros feridos no Hospital Délio Tupinambá, mas o blog não conseguiu confirmar o número de pessoas que teriam sido feridas.

Confusão em Pacaraima

Revoltados com a onda de violência, a população de Pacaraima saiu às ruas, destruiu barracas de venezuelanos e expulsou os imigrantes da cidade

Governo diz ter enviado reforço médico e policial para Pacaraima

Agora há pouco, o Governo de Roraima emitiu uma nota afirmando ter enviado reforços para o hospital de Pacaraima, com profissionais de saúde e medicamentos, dada a complexidade da situação verificada lá. O governo também diz ter enviado mais policiais “para proteger a população daquele município, devido aos recentes acontecimentos”

A nota do governo afirma que é preciso que “o Exército Brasileiro garanta a ordem na fronteira com a Venezuela. A solução para a crise migratória só acontecerá quando o Governo Federal entender a necessidade de fechar temporariamente a fronteira, realizar a imediata transferência de imigrantes para outros estados e assumir sua responsabilidade de fazer o controle de segurança fronteiriça e sanitária”.

Na nota o governo cobra ainda o ressarcimento e a compensação dos gastos que o Governo do Estado está sendo obrigado a ter, por decisão judicial, para atender à excessiva demanda provocada por imigrantes venezuelanos na saúde, na educação e na segurança.

Comente com o Facebook

Leave a Reply

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as últimas notícias e atualizações feitas por nossa equipe!

Sua inscrição foi feita com sucesso!