Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão na residência do vereador Mauricélio e na Câmara Municipal

Policiais federais cumpriram, na manhã desta quarta-feira (20), três mandados de busca e apreensão na residência do vereador Mauricélio Fernandes (MDB), em seu gabinete particular e na presidência da Câmara Municipal de Boa Vista. A investigação paz parte da Operação Ambitus e está relacionada à prática de crime eleitoral na campanha de 2016.

De acordo com nota emitida pela Polícia Federal, o objetivo da operação foi “concluir investigação que apura esquema criminoso de captação ilícita de sufrágio, a popular ‘compra de votos’ e associação criminosa nas eleições de 2016 para vereador em Boa Vista/RR”.

Policiais federais apreendem documentos no gabinete do vereador Mauricélio, na Câmara – Foto: Folhabv

Ainda segundo a nota emitida pela PF, uma prova coletada “aponta pagamentos de valores de cem reais na véspera das eleições de 2016 a eleitores que prometessem voto em favor do vereador investigado”. Os investigados estão sendo interrogados e indiciados sob acusação de prática de crime previsto nos artigos 299 do Código Eleitoral e 288 do Código Penal, que preveem penas de até sete anos de reclusão.

“As investigações continuam, com análise do material apreendido durante a operação. O resultado será encaminhado à Justiça Eleitoral”, conclui a nota.

Durante o tempo em que os policiais federais estiveram na Câmara, servidores da Casa tentaram impedir a permanência no plenário de pessoas que chegaram cedo para acompanhar a sessão desta quarta-feira. Uma assessora do gabinete de Mauricélio mandou fechar as portas do plenário, mas o vereador Renato Queiroz interveio e pediu que deixasse o espaço aberto.

Comente com o Facebook

Leave a Reply

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as últimas notícias e atualizações feitas por nossa equipe!

Sua inscrição foi feita com sucesso!