Produtores rurais se queixam de represamento de estoque de milho pela Conab

Produtores rurais de Roraima estão indignados com a decisão da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) de não liberar o estoque de milho para os agricultores cadastrados em seu sistema de distribuição aqui em Roraima. A Companhia tem um estoque de 8 mil sacas de milho que estão sendo represadas por determinação da sua direção geral, em Brasília.

Nesta sexta-feira (19), pela manhã, cerca de 50 agricultores se aglomeraram pela terceira vez nos portões da Conab, no bairro Mecejana, em busca de comprar milho para fazer ração para suas criações, mas receberam a informação de que Brasília não liberou a venda subsidiada do produto.

A saca de milho custa para os produtores rurais cadastrados na Conab em Roraima o preço de R$ 28,50 enquanto no mercado local o produto sai por mais de R$ 50 a sca. A negativa da Conab em fornecer milho para os agricultores e criadores roraimenses causou indignação.

Inicialmente, a direção da Conab disse produtores que o produto só seria liberado depois das eleições, por volta do dia 16 de outubro. Na terça-feira, os agricultores se dirigiram à sede da Companhia de Abastecimento, em Boa Vista, mas foram informados de que o produto ainda não havia sido liberado por Brasília.

“Isso é um absurdo. Existem 8 mil sacas de milho estocadas e a direção da Conab diz que não pode fornecer aos produtores porque Brasília ainda não deu a liberação. Tem produtor cujos animais já estão morrendo de fome”, disse Sebastião Queiroz, um dos prejudicados pelo problema.

Comente com o Facebook

Leave a Reply

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as últimas notícias e atualizações feitas por nossa equipe!

Sua inscrição foi feita com sucesso!