Jornalista Luiz Valério

Quando o fazer jornalístico honesto incomoda disseminadores de boatos

Notas jocosas publicadas num site de repercussão local, consideram ‘coisa do outro mundo’ um pré-candidato a senador abrir espaço na emissora de rádio de sua propriedade para outro concorrente que postula o mesmo cargo no pleito deste ano. Não, não há nada de estranho nisso. Ao contrário do que diz a crítica, a postura do ex-deputado federal Luciano Castro (PR) só demonstra uma visão menos provinciana e coronelística na sua forma de fazer política do que a de alguns políticos locais, num estado cujos costumes nessa seara estão ainda atrasados em pelo menos meio século.

No mais, o programa Direto ao Ponto é terceirizado e este jornalista aqui, responsável pelo atração jornalística em que o deputado Mecias de Jesus (PRB) foi entrevistado por cerca de apenas 20 minutos – e não horas, como disseram -, tem no seu histórico profissional a conhecida disposição de ouvir todos os lados, não importando a coloração partidária. Trata-se de um princípio elementar do bom jornalismo, que pretende prestar um serviço realmente útil à sociedade, e não apenas servir para veiculação de picuinhas que agradem a um ou outro interessado. No mais, Mecias tem uma história para contar na política local e pretende concorrer a um cargo ainda mais importante. Daí o meu interesse em entrevistá-lo.

Ao permitir que o programa Direto ao Ponto, apresentado por mim em sua emissora possa entrevistar todos os pré-candidatos ao Senado e, posteriormente, todos os pré-candidatos ao governo, Luciano Castro dá uma demonstração de maturidade política e espírito Republicano, na verdadeira acepção da palavra. Essa postura é algo muito raro em figuras políticas que, na maioria das vezes, apenas fazem dos seus veículos de comunicação palanques eletrônicos para defender seus próprios interesses.

Se a entrevista com Mecias de Jesus incomodou a algumas pessoas, outras mais virão. Pois, em comum acordo com a direção-geral da emissora, este jornalista-blogueiro pretende (e vai) entrevistar todos os postulantes aos cargos majoritários – governo e senado – e tantos candidatos às eleições proporcionais quanto for possível. Assim, pretendo, com absoluto respeito às regras eleitorais, contribuir para esclarecer a população de Roraima, sobre quem são os personagens que vão bater em sua porta daqui a pouco, pedindo voto.

Abaixo você pode conferir um pouco de todas as entrevistas desta semana, a primeira do programa Direto ao Ponto:

Na segunda-feira, dia 30, eu entrevistei o pré-candidato a deputado federal Wirlande da Luz:

Na terça-feira, dia 1 de Maio, foi a vez da entrevista com o deputado Mecias de Jesus (PRB):

A terceira entrevista, feita por mim na quarta-feira (2), foi com o vereador Zélio Mota (PSD), líder da prefeita Teresa Surita (MDB), na Câmara Municipal:

Na quinta-feira (3), eu recebi o deputado estadual Oleno Matos (PC do B) como meu entrevistado no programa Direto ao Ponto. Oleno faz parte da base aliada do governo de Suely Campos na Assembleia Legislativa.

E, fechando a semana, nesta sexta-feira (4), foi a vez de entrevistar o superintendente federal de agricultura em Roraima, Plácido Alves, ligado politicamente ao senador Romero Jucá (MDB):

Como se pode ver, o programa Direto ao Ponto tem um caráter bastante plural, com o objetivo de ouvir todas as vozes políticas de Roraima sem restrição nem preferência partidária. Afinal, eu não sei fazer jornalismo de outro jeito.

Comente com o Facebook

Leave a Reply

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE

Assine nossa Newsletter

Assine nossa Newsletter para receber as últimas notícias e atualizações feitas por nossa equipe!

Sua inscrição foi feita com sucesso!