O médico e pré-candidato a deputado federal, Wirlande da Luz (PROS), se afastou hoje da presidência da Unimed Boa Vista para poder se dedicar às articulações com vistas ao pleito deste ano. Wirlande foi, junto com 19 médicos pioneiros, um dos fundadores da cooperativa que por mais de 30 anos se constituiu na maior operadora de saúde de Estado de Roraima. Ao longo desse tempo, além de médico cooperado, ele exerceu vários cargos na diretoria da Unimed.

Depois de alguns anos afastado para se dedicar a responsabilidades em cargos públicos, no ano de 2013 Wirlande decidiu se candidatar ao cargo de Presidente da Cooperativa e compôs chapa para um dos processos eleitorais mais disputados da história da Unimed, processo do qual saiu vitorioso.

Sua primeira Gestão foi marcada pela transparência e valorização do Hospital Unimed, maior e mais equipada unidade hospitalar particular do Estado. Sendo um médico pediatra renomado, sua primeira grande medida foi a criação do Pronto Atendimento Infantil na Unimed Hospitalar. Em um espaço próprio e com atendimento diferenciado, foi possível dispensar uma atenção maior às crianças, com mais qualidade e uma assistência humanizada.

Essa medida transformou o Hospital Unimed, pois toda uma nova estrutura de atendimento foi idealizada, facilitando o acolhimento aos pacientes infantis por meio de um ambiente especialmente preparado para papais e filhos.

Outra medida voltada ao atendimento na unidade hospitalar foi a implantação da Classificação de Risco, visando avaliar e identificar os pacientes que necessitam de atendimento prioritário, de acordo com a gravidade clínica, potencial de risco, agravos à saúde ou grau de sofrimento.

O sistema utilizado no Pronto Atendimento Infantil, possui seu início pela triagem realizada por profissionais competentes, que classificam a gravidade do atendimento por níveis de cores, indo de menos grave à mais grave.

Inúmeras instalações e setores do Hospital Unimed receberam atenção, por meio de reformas e ampliações, entre as quais se pode destacar a reforma da Unidade de Terapia Intensiva (UTI), que hoje é uma referencia no Estado atendendo não apenas os beneficiários do Sistema Unimed, mais também a comunidade em geral.

Wirlande da Luz e a diretoria da Unimed Boa Vista
Shares
  • Facebook
  • Twitter
  • Google+
  • Gmail

À frente da presidência da Unimed Boa Vista, mas num trabalho conjunto com a diretoria, Wirlande conseguiu por em prática muitos projetos que consolidaram a empresa como a maior operadora de Saúde de Roraima

Em seu segundo mandato como Presidente da Unimed, Wirlande da Luz conseguiu concretizar a grande missão que foi colocar em prática a decisão de seus cooperados, de transformar a Operadora Unimed Boa Vista em prestadora de serviços, passando a se dedicar àquilo que seus médicos cooperados sabem fazer de melhor: o exercício da boa medicina.

Com o advento da Portabilidade Extraordinária decretada pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) em fevereiro de 2017, muitos desafios foram enfrentados, mas a Gestão pode afirmar que vem conseguindo adequar suas atividades ao novo perfil da empresa.

No início de 2017, a Unimed possuía 16.352 vidas e hoje conta com apenas 32 vidas. Resultado de um intenso trabalho na divulgação e massificação das três portabilidades e pelo trabalho de combate a inadimplência. Hoje a decretação do cancelamento do registro de Operadora da Unimed é algo certo, e só depende da oficialização da Agência reguladora.

Agora o trabalho da gestão está voltado para a efetiva prestação de serviços, com destaque aos serviços hospitalares. É o caso da construção de uma UTI Neonatal, destinada ao atendimento de crianças que necessitem de vigilância e tratamento intensivo que contará com uma equipe formada por médicos, enfermeiras, fisioterapeutas, nutricionistas, técnicos de enfermagem e todos os demais especialistas necessários para prestar uma assistência qualificada, individualizada e contínua.

O projeto prevê ainda leitos da UTI Adulta, que atualmente conta com cinco leitos passando a contar com 10, sendo dois leitos de isolamento. A estimativa de entrega destas novas UTIs é para início de 2019.

Para receber e armazenar sangue e seus derivados, realizar exames imuno-hematólogicos pré-transfusionais, liberar e transportar os produtos sanguíneos para as transfusões nos setores do Complexo Hospitalar, o Hospital Unimed ganhará sua própria Agência Transfucional.

Para a realização de cirurgias, é obrigatória a armazenagem de bolsas de sangue, em caso de necessidade de utilização. Hoje o Hospital Unimed compra estas bolsas do Governo do Estado, mas para possuir maior controle e oferecer mais segurança aos pacientes, o Hospital terá sua própria Unidade de Hemoterapia.

Outro projeto audacioso é o Centro de Imagem e Hemodinâmica, que será construído em parceria com a Unimed Fama para melhor atender os usuários do Sistema Unimed e a população do Estado. Neste momento, a fase é de capitação de recursos e aprovação de projetos juntos aos órgãos reguladores.

Os projetos não param por aí. A gestão da Operadora tem a consciência de que ainda há muito a fazer para Unimed Boa Vista e seus clientes.

Comente com o Facebook